Os organizadores do II Marajó Búfalo e do XII Encontro Brasileiro de Criadores de Bufálo, foram recebidos pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará, deputado Márcio Miranda, nesta quarta – feira (19/04).

Acompanhados pelo deputado, Hildegardo Nunes, os responsáveis pelos dois eventos, foram à Alepa, convidar o chefe do Parlamento Estadual para participar da  programação, que acontece no período de 30 de julho a 5 de agosto, no Marajó.

Os eventos têm como finalidade realizar a troca de experiências, incentivar a bubalinocultura e promover rodada de negócios. Além disso é um espaço que serve de vitrine para apresentar o potencial turístico, cultural, produtivo e econômico do Marajó. Na programação, estão incluídas palestras, leilões de animais, torneio leiteiro, concurso de produção de queijo e condecorações aos produtores rurais e personalidades.

“  Esse evento significa um espaço importante para o segmento produtivo do Pará. É um setor que movimenta milhões e gera emprego e renda aos paraenses. E tudo que diz respeito ao desenvolvimento da economia do nosso estado, interessa ao Parlamento e por isso, vamos apoiar essa iniciativa”, destacou, Márcio Miranda, presidente da Alepa.

Para o presidente da Associação Paraense de Criadores de Búfalo (APCB), Roberto Fonseca, o evento tem como proposta, conseguir atrair novos negócios e aumentar a geração de emprego e renda.

“ A nossa expectativa é movimentar cerca de 1 milhão de reais durante o evento e poder dar oportunidade aos pequenos, incentivando os  produtores menores”, disse.

De acordo com Hildegardo Nunes, os eventos nesse setor são fundamentais para mostrar o potencial da  bubalinocultura paraense ao   mundo.

“ É interessante para expandir a visibilidade tanto da exportação de animais, quanto dos produtos paraenses produzidos no Marajó, porque isso abre um leque de oportunidades de negócios”, concluiu.

O vice- presidente da APCB, João Rocha, também esteve presente ao encontro no Poder Legislativo Estadual.

O Evento – A organização espera receber cerca de 250 pessoas de outros estados brasileiros e de países vizinhos como Venezuela, Colômbia, México e até da Turquia.

Mercado  – De acordo com dados do IBGE (2014), o Estado do Pará possui   1,32 milhão de cabeças do rebanho nacional, sendo que a maioria se concentra na Ilha do Marajó. Isso representa  37,4% do total da população de bubalinos do país. Os municípios de Chaves e Soure, localizados na região marajoara são os que possuem maior número de animais.